Páginas

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Jeito Amanda de Ser!!!!!!!



Sabe, eu não queria crescer, eu fui tão feliz, mas tão feliz na minha infância, que queria aquela vida pra sempre....então decidi,( eu sempre fui decidida desde os primórdios), que podia me acontecer as piores coisas, eu sempre me manteria jovem através de um sorriso, isso pq uma vez eu li em uma revista, acho que era Marie Claire da minha mãe, o poder do sorriso e do pensamento positivo, devia ter uns 9 anos, mas eu era esperta, queria ser como a minha mãe, alegre, falante, bonita e com muitos, muitos amigos.... foi a mais importante lição que ela me ensinou, sem dizer uma palavra, só com exemplo...Acho que aprendi!!!!!!!

Quando conheço alguém, procuro saber se essa pessoa tem a ver comigo, se gostamos das mesmas coisas, temos os mesmos interesses, e é claro que pra mim, um sorriso diz muito, se uma pessoa que acabo de conhecer, abre um sorriso, já me ganha...

Agora, pode ser a mais parecida comigo, gostar das mesmas coisas, mas andar de cara emburrada o tempo todo...não dá... não me peça pra gostar de gente de c ara feia...não rola...

Tenho grandes amigos que não tem nada a ver comigo, mas nos damos tão bem a ponto de saber o que o outro está pensando....posso dizer que temos afinidades? não sei...talvez , não afinidade, mas quem disse que precisamos parecer com alguém para gostar...acho que aí que está o segredo, gostar do diferente, acrescentar na vida coisas diferentes...depois de um tempo, aquilo passa a fazer parte da gente...

Quando era adolescente, tinha amizade com todo mundo...era engraçado, sentia falta de pertencer a uma tribo, a um grupo, mas não tinha jeito, eram as minhas amigas, a turma do fundão, os manos( que na minha época tinham o péssimo habito de andar com as calças nos joelhos e passar óleo de cozinha nos cabelos compridos), os pagodeiros, os nerds, os tios da cantina, as meninas comportadas( eu não era uma delas), os professores, me dava bem com todo mundo, era uma festa...

Infelizmente, quando a gente cresce, o mundo não é uma festa (oi?), e algumas pessoas passam a ter uma chatisse adulta que não entendo...só pq é adulto tem que ser carrancudo e chato?
Encontrei com um ex namorado meu ano passado...tudo bem q o cara nunca foi doidão, mas era descolado, a gente se divertia...e pasmem, bastou trocar meia dúzia de palavras com ele, pra me dar conta como ele era havia ficado chato e ranzinza, parecia a minha , reclamou do tempo, da musica, da bebida e só falava de problemas...um porre...fiquei me perguntando o que houve com ele: ficou velho, mas não velho de idade, velho da alma, deixou as responsabilidades e os problemas, que todos nós temos, serem maior que a alegria de viver uma maturidade gostosa...

PELOAMORDEDEUS!!!!!

Eu já estou quase na casa dos trinta anos, tenho mil problemas cabeludos pra resolver, mas ainda me sujo quando como no MC Donalds, ando de bicicleta com meus filhos, ou sem eles, danço enquanto troco de roupa, disputo a tigela com massa de bolo, pinto, desenho, morro de rir assistindo desenhos, brinco de tomar banho de mangueira, essas coisas retardadas que só criança faz....Adoro sair pra dançar, sou adepta do pq não, e me jogo em tudo que me proponho...eu sou assim...é o meu jeitinho Amanda de ser....


6 comentários:

Drika disse...

Ah queria ser crianca novamente, é tao bom!
To com quase 25 e ta me dando depressão =(

Amanda disse...

Drika..

25?????Depois dos 27, começa meio uma preocupação, pq aí tá mais pra trinta do que pra vinte...mas o qeu importa é a idade do coração....mentaliza: eu tenho 23, eu tenho 23!!!!kkkkkkkkkk

Debor@h disse...

Nossa que post lindooooo Amanda! Adorei seu jeitinho Amanda de ser hahah. E a gente vai do blog da Drika, pro meu e o seu e nesse vem e vão, vamos lendo as doideiras das outras e muitas vezes se identificando com elas né. Bjs, seu blog é muito gostoso. Beijoss :-D

Lu disse...

Já volto ler tudo, tá?
Respondendo as perguntas: Sim, sou Reikiana. E o selinho do blog a Anne que fez pra mim, e me deu de presente. Fofinho, né? eu adoro ele! Posso falar com ela ver se ela faz um pra você, tá?

Beijos, málinda!

Lu disse...

Voltei...
Bela fórmula de passar pelas dificuldades. Embora que tenha horas que nem dá pra rir. Mas vamos sobrevivendo, né mesmo?


P.S.; De chato, corro 3 dias e 3 noites! kkkkkkkkkkk

Amanda disse...

Lucica...a sua fórmula de viver bem tb é muito boa...só aquele jardim lindo que vc tem só pra vc...já deve te fazer recuperar as energias perdidas...privilegiada vc hein?
Tem horas mesmo que não dá pra rir, mas a gente luta, se perdermos, temos que ficar felizes por ter tentado...além disso, as vezes nos chateamos com coisas bobas, sem importância...depois que passa acabamos rindo mesmo....

bjos!