Páginas

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Das coisas que eu sinto....

As vezes eu me esqueço de coisas...


Coisas simples, como por exemplo, o gosto do bolo que minha mãe fazia.....só que esse gosto eu não vou provar mais.....


Me esqueço de como é bom um abraço apertado, sincero de amor....esqueço que olhar no olho de quem a gente ama, dá friozinho na barriga e faz a perna tremer....Me esqueço de como uma escova bem feita, tem o poder de ressuscitar a  auto estima, e de como é bom andar descalça, o prazer de comer um brigadeiro de festa infantil, pastel de feira, de escutar  aquela musica da adolescência, flertar, ficar deitado na grama jogando conversa fora, sentir o calorzinho do sol abraçar a nossa pele, tomar banho de chuva, banho de cachoeira, uma noite de sexta feira entre amigos.....


Sabiam  que a memória de um peixinho dourado dura só 3 segundos? Assim, toda vez que ele dá uma volta pelo aquário, é como se ele encontrasse os outros peixinhos pela primeira vez...


O bom da vida é esse...sentir e viver  de novo tudo o que nos faz bem!


2 comentários:

Helô disse...

Não sei se fico triste ou feliz pelo peixinho de aquário... tipo... deve ser interessante conhecer novas pessoas, novos lugares a cada 3 segundos... mas poxa... uma vida sem história, sem lembranças... que coisa mais triste!! Não queria ser peixinho... prefiro ser... TARTARUGA!!!!

Daniel Savio disse...

Uns dias atrás destes, fique assim, com uma saudade dos tempos mais simples (quando era criança e aprontava todas), bem como outras coisas, como estar com alguém, mas seria ruim ficar só neste pensamento, pois também realizei tanto, junto de amigos incriveis...

E só rindo com o teu comentário sobre amor (ao eu postar nove comentários aqui).

Se cuida menina.

Fique com Deus, menina Amanda.
Um abraço.